quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Ensinar lógica: opção, qual opção?


Há quem insista que dar primazia à lógica aristotélica ou à lógica proposicional é uma questão de opinião, encontrando-se boas razões para ambos os lados. Só que isso é rotundamente falso, pois toda a bibliografia da área, sem excepção, converge claramente na ideia de que há razões de carácter científico, pedagógico e didáctico a favor do ensino da lógica proposicional. Razões essas que mostram não haver qualquer alternativa entre lógica proposicional e lógica aristotélica e que, portanto, não faz qualquer sentido encará-las como diferentes paradigmas lógicos.


Retirado de um texto que acabei de publicar e que pode ser lido na totalidade aqui.